Veja dicas que facilitam o saque do auxílio emergencial na Caixa


Erro ao gerar código no aplicativo e desatenção ao calendário resultam em viagem perdida ao banco.

 

O primeiro dia de saque do auxílio emergencial, nesta segunda-feira (27), provocou filas próximas a algumas agências da Caixa Econômica Federal.

Após enfrentar uma longa espera, muitos trabalhadores retornaram para suas casas sem os R$ 600 e nem mesmo com uma explicação clara sobre como resolver problemas cadastrais e de geração do código de saque do aplicativo Caixa Tem, necessário para movimentar e pegar o benefício.

Identificamos três situações que, eventualmente, podem evitar viagens perdidas a agências da Caixa. A primeira delas é ir ao banco a partir do dia correto para o saque.

A liberação da retirada em dinheiro está organizada em um calendário em que os beneficiários aprovados recebem de acordo com o mês de aniversário.

 

Nesta terça-feira (28) a autorização vale para quem nasceu em março ou abril. Nascidos em janeiro e fevereiro já estão habilitados.

Para quem não recebe Bolsa Família e teve o auxílio liberado pela poupança digital, a realização do saque também depende da geração de um código por meio do aplicativo Caixa Tem. O código vale por duas horas.

É preciso, portanto, verificar se a geração dessa senha está funcionando e tentar ser atendido antes do esgotamento do prazo, o que não é uma tarefa fácil.

O tamanho da fila também varia muito entre as agências e horários  mais procuradas pelo público.

Antes de sair de casa, também é importante verificar pelo aplicativo ou no site do auxílio emergencial (auxilio.caixa.gov.br) se o benefício foi aprovado.

Veja abaixo mais detalhes sobre medidas que podem facilitar o saque do auxílio na Caixa:

NÃO PERCA A VIAGEM | GARANTA O SAQUE

  • O primeiro dia do saque do auxílio emergencial em dinheiro na Caixa exigiu paciência para muitos trabalhadores
  • Na manhã desta segunda-feira (27), filas dobravam quarteirões em torno de algumas agências.
  • Muitos se expuseram ao risco novo coronavírus e não conseguiram sacar a grana

 

1) NÃO VÁ À AGÊNCIA ANTES DA HORA

  • Os saques estão sendo autorizados de acordo com o mês de aniversário do trabalhador
  • Se for à agência antes do prazo, o saque não será possível
DADA DE LIBERAÇÃO DO SAQUE: PARA QUEM NASCEU EM:
27 de abril Janeiro e fevereiro
28 de abril Março e abril
29 de abril Maio e junho
30 de abril Julho e agosto
4 de maio Setembro e outubro
5 de maio Novembro e dezembro

2) TESTE EM CASA SE CONSEGUE GERAR O CÓDIGO QUE AUTORIZA O SAQUE
Para sacar o auxílio emergencial é preciso resgatar um código verificador pelo aplicativo Caixa Tem

  1. Acesse o aplicativo Caixa Tem
  2. Selecione a opção “Saque sem Cartão”
  3. Clique “Entrar”
  4. Escolha a opção “Saque Auxílio Emergencial”
  5. Clique em “Gerar Código para Saque”
  6. Digite a senha de seis dígitos para acesso ao Caixa Tem
  7. Anote o código que aparecerá na tela

Fique atento à qualidade da sua internet. Se não tiver rede 4G para usar na rua e for baixar o código em casa, faça pouco antes de sair de casa. Este número terá validade de 2 horas

Horário especial

  • Parte das agências da Caixa está funcionando entre 8h e 14h para atender quem precisa fazer o saque do auxílio emergencial
  • A consulta aos endereços das 1.002 agências pode ser feita pela internet, digitando no navegador o link: caixa.gov.br/caixacomvoce/agencias-horario-especial


3) TENHA CERTEZA DE QUE VOCÊ FOI APROVADO PARA O AUXÍLIO EMERGENCIAL

  • As agências da Caixa não fazem o cadastro para o auxílio emergencial nem a correção de informações que podem estar travando o pedido
  • Antes de sair de casa, verifique se o pedido foi aprovado
  • Consulte a informação, por meio do número do seu CPF, pelo site do programa auxilio.caixa.gov.br, pelo aplicativo CAIXA | Auxílio Emergencial ou pelo telefone 111

 


Por: Caixa Econômica Federal e reportagem - 28/04/2020