Bandeira preta faz governo de Palmeira das Missões suspender atividades de diversos segmentos


Em reunião realizada na manhã deste sábado, 20 de fevereiro, na prefeitura de Palmeira das Missões, o prefeito, Evandro Massing e o vice-prefeito, Regis Lorenzoni, juntamente com os secretários municipais, representantes do legislativo e integrantes do Comitê de Operações Emergenciais (COE), 15ª Coordenadoria Regional de Saúde e Hospital de Caridade definiram algumas medidas para o enfrentamento ao agravamento dos casos de Covid-19 em nossa região.

A região a qual pertence o município passou da Bandeira Vermelha para Bandeira Preta (Risco Altíssimo), na última classificação do distanciamento controlado, divulgado pelo governo do Estado, na sexta-feira (19).

A decisão do executivo é de não entrar com recurso para mudança de bandeira, pois não disponibiliza de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital de Caridade de Palmeira das Missões, que é uma referência de atendimentos da região. Portanto, a classificação de Bandeira Preta, e todas as ações que devem ser tomadas referentes a ela, segue até a próxima divulgação do distanciamento controlado.

De acordo com orientação do Estado, passa a valer a partir deste sábado (20) a restrição de atividades de aglomeração de ambientes abertos e fechados, entre 22h e 5h.

A prefeitura aguarda o decreto estadual para mais ações no combate da disseminação do Coronavírus. Entretanto, como resultado da reunião de hoje, algumas medidas imediatas já passam a ser adotadas.

O município SUSPENDE, até a publicação do decreto estadual, as seguintes atividades:

- Atividades esportivas coletivas como campeonatos;
-Atividades religiosas presenciais;

- Consumo local em restaurantes e serviços de alimentação e bebidas;

-Funcionamento de pubs e bares;
-Funcionamento de academias;
- Toda e qualquer atividade que permita aglomeração de pessoas.

Nos próximos dias um novo decreto municipal será publicado com todas as orientações a serem seguidas pela população.

Além disso, o governador do Estado determinou que as atividades presenciais nas escolas e universidades, tanto públicas quanto privadas ficam suspensas.

Texto e imagem: Aline Martins


20/02/2021